Sou poeta, obstetra das palavras
Saiu da alma, virou poesia
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

A vida é um delírio
A vida é um delírio

A vida é um delírio, é mais sonhar do que viver
É viver num mundo inventado e inventando
Substituir o que eu vejo pelos meus infinitos desejos

Senão fosse assim o que seria de mim, não conseguiria suportar
Pois todos os dias estou a sonhar, mas sou traído pela realidade do meu olhar

A minha sobrevivência depende do meu estado de demência
Tenho que inventar um arco-íris com cores diferentes
Essas cores normais me levam para o óbvio latente

A verdade da realidade entristece e escurece a minha visão
As minhas fantasias me levam para um mundo de ilusões
Bem melhor é se esconder das verdades, pois ninguém suportaria a própria realidade

É bem melhor tocar o céu com as mãos
Do que plantar os pés no chão
Vive melhor quem cria seu mundo de ilusões

Para mim um clarão no céu não é um raio de destruição
É um mágico clareando a escuridão do meu chão

Jonas Luiz
São Paulo, 04/03/18

Poeta Jonas Luiz
Enviado por Poeta Jonas Luiz em 05/03/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras