Sou poeta, obstetra das palavras
Saiu da alma, virou poesia
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

O que tenho feito, o que já fiz?
O que tenho feito?

O que tenho feito, o que já fiz?
Tudo do mesmo jeito
Sou um eterno aprendiz

Ontem sabia menos, hoje um pouco mais
Amanhã serei um ás
Exibição inédita em cartaz

A vida que não para é tudo em grande escala
Sou produção independente, tentando ser gente
Sou louco e inconsequente, sou única semente

Vou armar uma parceria, vou fazer uma romaria
Vou roubar alguns conhecimentos do guardião do tempo

Vou seguindo em disparada com a noção exata do meu nada
Comemorando o ontem, vivendo o hoje e a esperança do amanhã
A minha sobrevivência é mais fé do que ciência

Jonas Luiz
São Paulo, 16/03/18

Poeta Jonas Luiz
Enviado por Poeta Jonas Luiz em 16/03/2018
Alterado em 16/03/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras